terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

CINE DIALOGO - A MENINA ÍNDIGO - AÇÃO SOCIAL NO ORFANATO SANTA RITA DE CASSIA



“Quando você dá algo de coração a quem precisa, está na verdade transformando o mundo dessa pessoa em um lugar melhor.”



A equipe da Diálogo CCMA marcou presença na Ação Social que aconteceu no Orfanato Santa Rita de Cassia em 31 de agosto de 2019, promovendo a exibição do filme A menina índigo, no Cine Diálogo.  




O Filme exibido trata-se de uma história original, com reflexos em várias histórias reais. O filme aborda o nível de complexidade que essas crianças estão enfrentando. Há uma crise educacional enorme, onde pais e professores não estão se atentando para isso.


Após as exibições, os facilitadores estabeleceram um debate com o intuito de identificar como os pais estão lidando em casos análogos, procurando ajudá-los.




Foi um dia muito gratificante e de aprendizagens significativas, onde agradecemos com carinho a presença dos pais e facilitadores que participaram desse projeto.


OUTROS PROJETOS QUE DESENVOLVEMOS:


PROJETO: ESTUDANTES MEDIADORES

O Projeto Escola de Mediadores é uma proposta de construção de uma cultura de paz nos ambientes escolares, numa tentativa de se reverter o quadro da violência crescente. Com ele, busca-se também alcançar uma reflexão sobre o mundo que nos cerca.

Objetivos
O programa Estudantes Mediadores tem por objetivo ensinar (transmitir) algumas habilidades aos jovens para negociar os conflitos inevitáveis que ocorrerão nos diversos contextos de suas vidas de forma mais colaborativa, propiciando uma mudança de postura frente às controvérsias.

Benefícios
O programa possui diversos  benefícios, dentre eles:
1. Contribuição para uma convivência escolar mais saudável;
2.  Intensificação do desenvolvimento social e emocional;
3. Incremento das relações intra e intergrupais;
4.  Melhoria no desempenho acadêmico e
5. Construção de cidadania e enfrentamento da violência escolar.

Seguimento Ideal
É recomendável iniciar o trabalho no ensino fundamental, pois os estudantes nessa etapa da vida estão habitualmente abertos à assimilação de atitudes e comportamentos. Daí a importância de colocá-los, o quanto antes, em sintonia com os valores de uma cultura solidária.

Levantamento de dados.
A partir do levantamento de dados é que se conhece os conflitos mais comuns da escola, como ocorrem, principais envolvidos, suas características e diferenciais. Esta etapa funciona como um reconhecimento de campo, a sondagem do local em que se pretende trabalhar.

Também deverão ser levantadas as informações como tamanho da escola, número de alunos, professores, funcionários, turnos de aulas, etc.: perfil da escola, região em que está inserida, idade dos alunos, formação dos professores e dos pais dos alunos.

A participação da Equipe de Apoio nesta etapa é fundamental. Como o grupo é formado por diferentes segmentos, a troca de experiências e informações possibilitará a realização de um perfil mais apurado do ambiente escolar, extraído do próprio grupo.

Como pretendemos construir o projeto de mediação na sua Escola.
O objetivo deste projeto é sugerir uma sequência de atividades,  com o fito de introduzir o tema da Mediação no ambiente escolar. A proposta de ação é simples de ser implementada, contudo, recomendamos seguir algumas "dicas" para atingirmos os objetivos, adaptando-os a realidade social e estrutural da escola. Vamos a elas:

Inicialmente,  será realizado um levantamento para perceber se há interesse real de um ou mais segmentos da comunidade escolar em adotar a proposta, assim como da direção,  professores, alunos, pais e  funcionários. Qualquer um dos interessados pode propor a aplicação do projeto, é imprescindível, porém, que a direção da escola esteja ciente e colabore com a realização desta ação, pois, em geral, ela deve estar junto com a equipe de execução do projeto.

Havendo o interesse na realização da ideia, a próxima etapa é constituir uma Equipe de Apoio que coordene o projeto. Esta equipe será responsável pela elaboração e planejamento das etapas, desde a implementação até a finalização dos trabalhos. Qualquer dúvida ou sugestão relacionada ao projeto será dirigida a este grupo, que terá competência para resolvê-las.

A sugestão é que diferentes setores da escola façam parte deste grupo, ou seja, alunos, professores, funcionários, diretores e pais podem e devem participar. Quanto mais representação, mais forte e atuante será o grupo e, consequentemente, maior o alcance do projeto. O grupo deve ser formado por pessoas voluntárias, interessadas em refletir e partilhar deste tema. Não há limites pré-estabelecidos em relação ao número de participantes.

Nossa sugestão para a sequência de atividades:
1 - Levantamento de dados,
2- Planejamento de ação,
3 - Sensibilização,
4 - Seleção de alunos mediadores,
5 - Aulas de capacitação (8 oficinas de 02 horas cada),
6 - Práticas da mediação,
7 - Monitoramento,
8 -  Avaliação,
9 - Certificação,
10 - Implementação com acompanhamentos bimestrais para reciclagem.

Programação:
- Comunicação não violenta dentro das relações familiares;
- Relação criança e tecnologia;
- Como ajudar seu filho a lidar com as vitórias e derrotas em seu processo de desenvolvimento;
- Relação de equilíbrio entre o trabalho, família e o tempo;
- Depressão, como lidar – crianças, jovens e adultos;
- Alienação parental, dentro e fora do casamento;
- A experiência da separação para os pais;
- A experiência da separação para os filhos;
- Escolhas, vivencias e superação.

Instrutores: Mediadores e psicólogos credenciados no programa.


PROJETO: A ESCOLA DE PAIS – A ESCOLA DA VIDA.

Tem por objetivo reunir pais e mães para ampliarem suas reflexões sobre temas de especial relevância para a formação de crianças e jovens.



SOBRE O DIÁLOGO


A DIÁLOGO é a primeira câmara privada de solução de conflitos na região de Madureira e Jacarepaguá RJ e teve seu ato de credenciamento no  TJRJ publicado em 15 de abril de 2019 DJERJ, caderno II do dia 15 de abril de 2019, fls. 454/459.

Somos uma entidade de caráter privado constituída na forma de sociedade civil. Nossa missão é difundir a cultura da paz através da utilização dos meios alternativos de solução de conflitos, bem como contribuir com a redução significativa de ações perante o Poder Judiciário.

Atuamos nas áreas de consultoria em prevenção e resolução de conflitos; mediação familiar, cível, trabalhista e empresarial; divórcios humanizados; cobranças humanizadas; partilhas e inventários; negociação de acordos judiciais e extrajudiciais; cursos, palestras e capacitações.

Para conhecer melhor nosso trabalho ou obter maiores informações, entre em contato conosco pelo e-mail contato@dialogo-ccma.com.br ou pelo telefone: 21 3648 3777.


DIÁLOGO CÂMARA DE CONCILIAÇÃO, MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM LTDA.
Estrada dos Bandeirantes, N 470 sala 441 – Taquara – RJ. – CEP 22710-112
Pabx: (21) 3648-3777 – whatsapp (21) 98004-2899
CNPJ nº 27.930.644/0001-35

Ato: Credenciamento TJRJ em 15 de abril de 2019.
Publicado no DJERJ, caderno II do dia 15 de abril de 2019, fls. 454/459.

DIALOGANDO COM AS CÂMARAS DE MEDIAÇÃO - CASOS DE SUCESSO


Foi com muito orgulho que participamos do Dialogando com as Câmaras, evento 61a. Reunião do Fórum Permanente de Métodos Adequados de Resolução de Conflitos da EMERJ, ilustrando como a mediação pode ser o melhor caminho para a solução dos conflitos!



O acontecimento que lotou o auditório do Fórum Regional de Jacarepaguá, ocorreu hoje e recebeu os representantes de várias Câmaras de Mediação. Nossa gratidão a toda equipe da Diálogo CCMA pelo trabalho desenvolvido e em especial a Drª Lisia Carla Rodrigues pela idealização e organização deste evento.




FELIZ 2020 !!!



2020 está chegando e com ele é chegada a hora de deixar para trás tudo que te ocupa e te desvia de verdadeiramente seguir seu destino.

Feliz Ano Novo!!!!